16 de novembro de 2021

Voltando à gringa após a reabertura das fronteiras: confira a experiência de Fabiano Azevedo e Alan Gaia!

A gente tem dois correspondentes super especiais por aqui, que formam um casal lindo e querido: o contador Fabiano Azevedo e o arquiteto Alan Gaia, que nos contam os highlights de viajar para a Alemanha após a abertura de algumas fronteiras. Vamos lá?

Alan Gaia e Fabiano Azevedo na Alemanha

“Desde o início de 2020, devido a pandemia do COVID-19, não tínhamos férias. Durante um bom tempo ficamos distantes do ‘portas em automático’. Não é para menos – precisávamos nos resguardar, cuidar da nossa saúde, dos nossos e do mundo. Porém, o tempo passou, a vacinação avançou, os países iniciaram suas reaberturas e, de imediato, para matar as saudades e necessitando de férias após um período de tantas incertezas e tensões, programamos uma viagem para Alemanha, um dos países já abertos para brasileiros.

Programamos a viagem três semanas antes da partida, após pesquisarmos sobre documentação, exigências migratórias, questões de seguro saúde, etc. Acreditamos que o fato do turismo estar em baixa, até então, facilitou a compra de passagens e hotéis. Para embarcar para a Alemanha, foi exigida pela cia aérea a apresentação do certificado de vacinação completo.

Na imigração, fora a burocracia de sempre (passaporte válido, money, etc) precisamos apresentar novamente o certificado de vacinação (em inglês, emitimos no Conect SUS, e além do impresso, também salvamos JPG no smartphone). Pronto, passaportes carimbados, estávamos na Alemanha!

Num primeiro momento, ainda no aeroporto e na estação de trem, todo o protocolo sanitário ao qual nos acostumamos – distanciamento social, dispensers com álcool, protetores de acrílico entre mesas nos restaurantes e bancos com demarcações para distância – estava sendo adotado na Alemanha. Maaaas, quando saímos na rua, nos depararmos com algo estranho: podíamos ver o rosto dos desconhecidos! Pois é, lá já estava podendo andar sem máscara nas ruas, e imediatamente colocamos as nossas no bolso e nos deixamos também ser vistos, respirando o ar da rua (não puro, já que europeu fuma muito hahahaha).

Visitamos 5 cidades. Chegamos por Frankfurt, mas já no aeroporto pegamos um trem para nossa primeira parada, Stuttgart. Depois fomos a Munich, Berlim, Hamburgo e voltamos para Frankfurt, de onde partiu nosso voo de volta para casa.

Foi nossa primeira vez na Alemanha, e resolvemos limitar nosso roteiro ao território alemão para evitar imigração. Já havíamos sido informados que a Europa estava meio “vazia”, sem muitos turistas, por motivos óbvios, e pudemos comprovar isso. Nos pontos turísticos mais famosos como o Portão de Brandemburgo na Pariser Platz, em Berlim, por exemplo, tinha relativamente pouca gente.

Sempre nos era lembrado que ainda estávamos passando por uma pandemia quando entrávamos em alguma loja, restaurante ou ambiente fechado, pois nos era cobrado o uso de máscara. Em muitos lugares, principalmente restaurantes, nos exigiam o certificado de vacinação digital e assim podíamos ficar no local, após também preencher uma ficha com nossos dados e contato. A propósito, vários estabelecimentos continuam fechando cedo, com aviso de restrição de horário.

Apesar de ser um país riquíssimo, pudemos ver lojas fechadas recentemente, principalmente em Berlim, em ruas comerciais movimentadas. No mais, curtimos muito, conhecemos lugares lindos, experimentamos novos sabores e experiências. Pudemos ver o quanto a Alemanha é especial, com um povo educado, elegante, solícito. E levamos pra casa a memória das nossas primeiras férias após conhecermos uma pandemia.

Na voltar ao Brasil, foi obrigatória a apresentação de um exame de COVID, feito no próprio aeroporto. A Latam, cia na qual voamos, indicou o laboratório e ofereceu um cupom de desconto.

De volta ao nosso amado país, renovados e descansados, já aguardamos o início de dezembro quando vamos a NYC, pois apaixonados por viagem como somos, assim que Mr. Biden avisou da reabertura, já estávamos com nossos tickets em mãos para garantir o Jingle Bells com Mariah a cantarolar “all I want for Christmas is u” hahahaha ops hohohoooooooo!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *