29 de junho de 2022

Pela segunda vez, Wanderson Medeiros é eleito o Melhor Banqueteiro do ano pela Prazeres da Mesa

Pela segunda vez, o prêmio de Melhor Banqueteiro pela Revista Prazeres da Mesa vai para Alagoas. À frente do W Gourmet, Wanderson Medeiros recebeu este reconhecimento na noite da última terça-feira (28), através de um júri formado por especialistas e pelo público.

Queridinho dos casamentos mais badalados que acontecem no estado – especialmente na região de São Miguel dos Milagres -, Picuí, como é carinhosamente chamado, afirma que só o fato de ter sido indicado mais uma vez já é sua maior alegria. “Ter um grupo tão bacana, com cerca de 130 pessoas especializadas, escolhendo você e te reconhecendo, já é um prêmio”, revela o chef, que também viu o seu recém inaugurado Canto do Picuí entrar como finalista na categoria Novidade do Ano.

“A noite da premiação é um evento maravilhoso, a gente encontra muitos amigos chefs, e tudo isso já é muito bacana. Vencer é muito bom também, claro. Quando ganhei como Chef Revelação em 2012, foi uma surpresa; em 2018, ser o Banqueteiro do Ano também foi inesquecível, pois eu estava concorrendo com muitos nomes incríveis”, afirma Picuí ao Refresh, ao mesmo tempo em que emana uma risada super gostosa.

Com seu carisma característico, Wanderson revela que o reconhecimento da excelência de seu serviço é um mérito coletivo. “A gente se esforça demais e trabalha muito. Eu e minha equipe somos colocados à prova a cada evento. A gente procura fazer tudo da forma mais cuidadosa e atenciosa possível”, entrega o chef, mostrando porque o W Gourmet é o único buffet do país a figurar por quatro anos consecutivos na lista de indicados de “Melhores do Ano”.

A proposta da sua cozinha e a logística impressionam: alagoano de coração, Wanderson Medeiros conquistou espaço na cena gastronômica brasileira através de sua excelência no trabalho e ousadia nas criações, que priorizam o uso de insumos locais e receitas nordestinas na elaboração dos cardápios do W Gourmet. Sua simpatia, obviamente, é um plus.

Perguntamos a ele qual a receita para se manter no topo e, mesmo já tendo uma certa noção da fórmula – no pain, no gain -, adoramos quando o chef afirmou que se considera mais artista que empresário. “Sinto uma paixão incondicional pelo meu trabalho. Paixão é fogo, e faço qualquer coisa pra sair tudo bem feito. Acredito que o que me mantém no topo é um esforço constante e incansável; a dedicação de uma vida“, fala. “Nos entregamos ao máximo aos noivos, por exemplo. Afinal, o dia do casamento é, para muitos, o mais importante da vida. A gente entende e vive isso”, conclui.

Sobre futuros projetos, o chef pontua que tem alguns convites e propostas em vista, como a de assinar um menu em NY, mas que por enquanto quer pensar ainda mais no buffet e no novo e delicioso Canto do Picuí. Congrats!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *