26 de julho de 2022

Entrevista: Millane Hora fala sobre fase após Timbalada e os novos rumos da sua carreira

Fotos: Alice Renise

Millane Hora e Dodô / Fotos: Alice Renise

Primeiro ela descobriu que sabia cantar; depois, entendeu que era “cantora de verdade“. Por fim, se encontrou na liberdade de ser artista. Millane Hora se reinventa e renasce desde pequena, seja na música ou na vida. Na vida, também é advogada, mãe da Cecile e da sua chihuahua Dodô, além de ser engajada pela cultura e direitos das mulheres. Na música, já cantou forró, foi diva do axé, se apaixonou pela MPB e está cheia de projetos novos para lançar.

Do início da carreira à participação no The Voice Brasil – com direito a passagem pelo Timbalada – o Refresh foi até a casa de Millane bater um papo super descontraído com a cantora, que nos entregou muitas novidades! Vem com a gente!

Refresh: Com quantos anos você começou a cantar e quando você iniciou profissionalmente?

Millane: Cantar, eu acredito que eu sempre cantei, mas não tinha consciência disso, até por ser muito nova. Mas, aos 13 anos, uma amiga minha, Patrícia, me ouviu cantar no banheiro e disse: “Amiga, você canta!”. E eu fiquei: “É?”. A partir disso, ela começou a me acompanhar em audições de bandas de forró; fui aprovada, e ali iniciei minha trajetória na música.

Refresh: E quando começou seu processo de trabalho autoral?

Millane: Eu dei uma pausa para me dedicar aos estudos. Aos 18 anos me casei e aos 19 já engravidei da Cecile, minha filha. Foi só em 2007 que eu retomei com a música, já com meu projeto de MPB, e lancei aqui um projeto chamado Despertar meu Destino. Foi a partir dali que despertou a cantora Millane Hora. Até então, eu me considerava uma menina que cantava e gostava de cantar, e depois disso eu entendi: eu sou cantora.

Refresh: Durante a sua carreira houveram muitos momentos especiais, como cantar com Ivete Sangalo no carnaval de 2010, o The Voice Brasil em 2014 e a passagem pela Timbalada em 2016. Como se sentiu a Millane após a passagem pela banda? Como foi esse processo pra você?

Millane: A passagem pela Timbalada foi uma das melhores e piores fases da minha vida. Profissionalmente eu enxergava como uma possibilidade de realizar grandes sonhos, mas pessoalmente, antes de ir, eu já não estava bem e as coisas acabaram não saindo como deveriam ser. A culpa não foi da Timbalada, mas de uma vivência, eu estava distante de todo mundo, da minha família, da minha filha. Vivi um julgamento muito pesado, que eu nunca havia vivenciado. Tudo isso pesou e eu precisei “desenlouquecer”. Quando saí da banda, fiquei mais reclusa, me curando de muitas coisas antes de poder pensar o que eu faria na música.

Refresh: Como foi o seu primeiro show solo pós Timbalada, como Millane Hora?

Millane: Quando eu saí, ainda assustada, senti que os pensamentos estavam voltados para: “O que ela vai fazer?”. Eu só queria me trancar em casa, mas surgiu uma oportunidade e o meu primeiro show foi em Maceió, para 40 mil pessoas, no Maceió Verão. E foi surreal, porque me senti abraçada. Era o povo da minha terra dizendo: “Vai ficar tudo bem, estamos com você”.

Refresh: E agora? Quais os rumos da carreira?

Millane: Durante a pandemia eu pude ter tempo para digerir tudo o que aconteceu e trabalhar em mim. Neste período, alguns trabalhos foram realizados, como o Três Canções de Amor. Só que antes da Timbalada eu gravei um projeto, um tributo ao Tim Maia, que seria lançado naquele momento, mas por conta da minha carreira na banda, guardamos essa ideia. Agora, senti o desejo de mostrar esse projeto ao mundo. Até o final do ano, lançarei quinzenalmente alguns hits no meu canal do YouTube, além de registros desse show no Instagram. Em paralelo, vão vir três singles: um no final de agosto, outro em novembro e o último em dezembro.

Refresh: Quais os seus projetos além da música? Conta para a gente!

Millane: Para 2023, estamos construindo um projeto diferente na minha terra, que vai ser bem bacana e ousado. Mas ainda não posso dizer muita coisa, por enquanto ainda é um embrião, hehe.

Que venham mais projetos incríveis para a Millane. O Refresh vai acompanhar de perto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *